Translate

domingo, 22 de julho de 2012

Cegar o inimigo.


Versículos Gn 19:01-11, II Rs 06:12-20, Is 41:10-12; 54:17, Jr 20:11 e Jo 08:59.
Pregador: Pr. Jayme de Amorim Campos
Local: Igreja Internacional da Graça de Deus
Data 21/07/2012
Referências Bibliográficas: A Bíblia Sagrada (versões Almeida Corrigida e Revisada Fiel e Nova Versão Internacional).

Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça. Eis que, envergonhados e confundidos serão todos os que se indignaram contra ti; tornar-se-ão em nada, e os que contenderem contigo, perecerão. Buscá-los-ás, porém não os acharás; os que pelejarem contigo, tornar-se-ão em nada, e como coisa que não é nada, os que guerrearem contigo (Is 41:10-12).

Um dos sinais da falta do Senhor em nossas vidas é o fato de termos medo diante de uma adversidade, afinal, Ele nos disse para não temermos, pois está conosco. Dessa forma, o medo da batalha e a Presença de Deus na mesma pessoa tornam-se inviável e em desacordo com a Palavra. Ademais, a Palavra nos manda não nos assombrarmos porque Ele é o nosso Deus, que nos ajuda, nos fortalece e nos sustenta com a destra de Sua justiça. Será que estamos buscando a ajuda que precisamos, o fortalecimento e o sustento no Senhor e na Sua justiça, ou em algum outro lugar como, por exemplo, no nosso conhecimento profissional?

Não importa o quanto, aparentemente, o inimigo seja poderoso, forte ou “invencível”, ao nosso lado está o Senhor e a Sua Palavra que diz que envergonhados e confundidos serão todos os que se indignarem contra nós; tornar-se-ão em nada, e os que contenderem conosco, perecerão. Ou seja, não terão a menor chance contra o Senhor, uma vez que, o SENHOR está conosco como um valente terrível; por isso tropeçarão os nossos perseguidores, e não prevalecerão; ficarão muito confundidos; porque não se houveram prudentemente, terão uma confusão perpétua que nunca será esquecida (Jr 20:11).

Que passagem mais linda essa acima. O Senhor está conosco não de qualquer forma, mas como um valente, e ainda mais, terrível (um forte guerreiro) e, por causa disso, os nossos inimigos ficarão confundidos, não só por um momento, como para sempre. É nessa hora que eles não entenderão como podem nos perseguir de tamanha forma e, ainda assim, continuarmos dando excelentes resultados na empresa, na escola, em nossa família, etc.

Vejamos isso em prática com o profeta Eliseu. O rei da Síria estava em guerra contra Israel. Então ele montava acampamentos em diversos locais para capturar o rei de Israel. Eliseu, por divina revelação, via esses locais e contava ao rei de Israel para evitar que ele passasse por aqueles lugares. O sírio, desconfiado que havia um traidor entre seus oficiais, reuniu todos e queria saber quem estava fazendo isso. E disse um dos servos: Não, ó rei meu senhor; mas o profeta Eliseu, que está em Israel, faz saber ao rei de Israel as palavras que tu falas no teu quarto de dormir. E ele disse: Vai, e vê onde ele está, para que envie, e mande trazê-lo. E fizeram-lhe saber, dizendo: Eis que está em Dotã. Então enviou para lá cavalos, e carros, e um grande exército, os quais chegaram de noite, e cercaram a cidade. E o servo do homem de Deus se levantou muito cedo e saiu, e eis que um exército tinha cercado a cidade com cavalos e carros; então o seu servo lhe disse: Ai, meu senhor! Que faremos (II Rs 06:12-15)?

O servo de Eliseu, aos olhos humanos, estava apavorado, pois os guerreiros de uma das nações mais poderosas daquela época haviam cercado a cidade. O mesmo pode acontecer conosco quando enfrentamos um inimigo que aparenta ter muito mais poder, porém, devemos nos lembrar dos versículos básicos dessa mensagem e agir como o profeta (que veremos na seqüência), pois o Senhor está ao nosso lado.

E ele disse: Não temas; porque mais são os que estão conosco do que os que estão com eles. E orou Eliseu, e disse: SENHOR, peço-te que lhe abras os olhos, para que veja. E o SENHOR abriu os olhos do moço, e viu; e eis que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo, em redor de Eliseu (II Rs 06:16-17). Aquele jovem estava cego, espiritualmente falando, para o socorro do Senhor. Essa também pode ser a nossa oração, pois também não estamos conseguindo enxergar o socorro do Senhor para as nossas adversidades. Oremos ao Senhor e peçamos que Ele abra os nossos olhos para que consigamos ver a saída, o socorro que o Senhor já preparou para nos ajudar.

E, como desceram a ele, Eliseu orou ao SENHOR e disse: Fere, peço-te, esta gente de cegueira. E feriu-a de cegueira, conforme a palavra de Eliseu. Então Eliseu lhes disse: Não é este o caminho, nem é esta a cidade; segui-me, e guiar-vos-ei ao homem que buscais. E os guiou a Samaria. E sucedeu que, chegando eles a Samaria, disse Eliseu: O SENHOR, abre a estes os olhos para que vejam. O SENHOR lhes abriu os olhos, para que vissem, e eis que estavam no meio de Samaria (II Rs 06:18-20). Eliseu orou ao Senhor para ferir os inimigos de cegueira, de modo que, confundidos por não poderem enxergar, foram conduzidos até Samaria. Quando a visão lhes fora restituída, estavam no meio daquela cidade, cercados pelo poderoso exército samaritano.

Vejamos mais um exemplo em relação a isso.

Os dois anjos chegaram a Sodoma ao anoitecer, e Ló estava sentado à porta da cidade. Quando os avistou, levantou-se e foi recebê-los. Prostrou-se, rosto em terra, e disse: "Meus senhores, por favor, acompanhem-me à casa do seu servo. Lá poderão lavar os pés, passar a noite e, pela manhã, seguir caminho. Não, passaremos a noite na praça", responderam. Mas ele insistiu tanto com eles que, finalmente, o acompanharam e entraram em sua casa. Ló mandou preparar-lhes uma refeição e assar pão sem fermento, e eles comeram. Ainda não tinham ido deitar-se, quando todos os homens de toda parte da cidade de Sodoma, dos mais jovens aos mais velhos, cercaram a casa. Chamaram Ló e lhe disseram: "Onde estão os homens que vieram à sua casa esta noite? Traga-os para nós aqui fora para que tenhamos relações com eles" (Gn 19:01-05 – NVI). Como Sodoma estava perdida em profundas trevas. Misericórdia Senhor! Que isso nunca ocorra com as nossas vidas.

Ló saiu da casa, fechou a porta atrás de si e lhes disse: "Não, meus amigos! Não façam essa perversidade! Olhem, tenho duas filhas que ainda são virgens. Vou trazê-las para que vocês façam com elas o que bem entenderem. Mas não façam nada a estes homens, porque se acham debaixo da proteção do meu teto". "Saia da frente!", gritaram. E disseram: "Este homem chegou aqui como estrangeiro, e agora quer ser o juiz! Faremos a você pior do que a eles". Então empurraram Ló com violência e avançaram para arrombar a porta. Nisso, os dois visitantes agarraram Ló, puxaram-no para dentro e fecharam a porta. Depois feriram de cegueira os homens que estavam à porta da casa, dos mais jovens aos mais velhos, de maneira que não conseguiam encontrar a porta (Gn 19:06-11 – NVI).

Eis mais um excelente exemplo de oração que podemos fazer: pedir ao Senhor que cegue o inimigo que está nos atacando, não a pessoa que, eventualmente, esteja fazendo isso, mas o demônio que estiver por trás daquela ação. Para aquela senhora, moça, jovem (ou senhor, rapaz, moço) que é alvo de um olhar malicioso, sensual, por parte de alguém, entre em oração e peça que o Senhor fira de cegueira o inimigo que está por detrás daquela atitude para que ele não mais a(o) consiga enxergar com aquele fim. O mesmo para aquele que sofre perseguição por causa de sua Fé (ou por qualquer outro motivo) em seu local de trabalho, na escola, na própria família. Entremos em oração para que o Senhor fira de cegueira o inimigo que está por detrás daquela ação.

Além do mais, podemos fazer essa oração para nós mesmos. Como assim? Alguns dentre nós que também temos esse olhar malicioso em relação às pessoas do sexo oposto, sejamos honestos com o Senhor, entremos em oração e peçamos que ele nos fira de cegueira em relação a isso, que enxerguemos apenas as outras pessoas como Filhos(as) de Deus. Para aqueles que são casados, os nossos olhos devem ser apenas voltados aos nossos cônjuges e para mais ninguém. O mesmo caso sejamos líderes. Talvez apenas estejamos enxergando apenas os defeitos de um liderado nosso, porém, ele tem uma série de qualidades que parecem passar desapercebidas por nós. Oremos ao Senhor para que Ele nos cegue em relação à essa “cisma” com essa pessoa e que passemos a enxergar as qualidades daquela pessoa.

O fundamental dessas duas passagens é que os inimigos foram feridos de cegueira, envergonhados e confundidos, pois o Senhor Deus fortaleceu, ajudou e sustentou a Ló, através do anjos, e a Eliseu, através de sua própria oração. Além deles, uma outra pessoa fez algo semelhante a isso: o Senhor Jesus.

Então pegaram em pedras para lhe atirarem; mas Jesus ocultou-se, e saiu do templo, passando pelo meio deles, e assim se retirou (Jo 08:59). Assim como Jesus, através da ajuda de Deus, passaremos pelo meio de nossos inimigos sem que eles nos vejam, nos enxerguem, aqueles que nos perseguem, ou estão contra nós, estarão cegos. Mas podemos fazer isso? Claro, pois Jesus disse que aquele que nEle cresse, faria as mesmas obras que Ele fazia (Jo 14:12). Além do mais, “nenhuma arma forjada contra você prevalecerá, e você refutará toda língua que a acusar. Esta é a herança dos servos do Senhor, e esta é a defesa que faço do nome deles", declara o Senhor (Is 54:17 – NVI).

Portanto, não devemos temer o inimigo que se levanta contra nós, pois o Senhor é o nosso Deus, que nos fortalece, nos ajuda e nos sustenta. Além disso, Ele confunde os inimigos (os demônios) de modo que eles serão envergonhados e confundidos, tornando-se nada, absolutamente nada. Oremos para que o Senhor fira de cegueira os nossos inimigos e até a nós mesmos em relação às atitudes contrárias à Palavra de Deus. Muito obrigado Senhor por essa Palavra de Fé. Amém Senhor Jesus!

Nenhum comentário:

Postar um comentário